Thursday, May 29, 2008

piada de diretor de arte

Wednesday, May 28, 2008

New Yorker



Um pouco de Danny Shanahan e Robert Mankoff, da New Yorker. Aliás, vale a pena assistir à palestra de Mankoff intitulada The Past, Present and Future of Humor, da série de palestras The New Yorker Conference - Stories From the Near Future. Segue o link,
e o do hotsite com todas as palestras.

Novo clipe do Sigur Rós



Inspired by Ryan McGinley

Propaganda e Inovação

Excelente matéria da Regina Augusto para a Revista da Criação, resultado de sua rota de visitas à agências relatada em seu blog-projeto Diário de Bordo, que o Alex postou por aqui alguns meses atrás.

Para esta matéria a Regina Augusto saiu pelo mundo atrás de agências que tinham em comum sua estrutura reduzida, apelo criativo diferenciado e que, principalmente, atendiam clientes globais parrudos.

Entre algumas das agências visitadas estão as tão amadas KesselsKramer, Mother, Santo, Naked, como também aquelas que conseguiram hipertrofiar dentro deste perfil sem no entanto perder o encanto como a Crispin e a Wieden+Kennedy.

Absolutamente inspirador.

Tuesday, May 27, 2008

Sekula



Saiu em algum lugar que a nova campanha de C&A tem direção do meu amigo Heitor Dhalia (Nina, Cheiro do Ralo) e fotografia de Andrzej Sekula (Reservoir Dogs e Pulp Fiction). E por falar em Reservoir Dogs, tem uma história interessante para nós, redatores. Todos os spots que ouvimos durante o filme (dentro dos carros dos assassinos, nos cafés etc) são de produtos fictícios e foram criados (produtos e roteiros) por Quentin Tarantino. Ele disse que adora propaganda e que conseguiria se ver fazendo isso para viver. Já pensou que beleza: Marsellus Wallace no lugar do Sebastian da C&A?

Monday, May 26, 2008

Generación Y

Já fazia um tempo que eu queria conhecer o blog cubano
Generación Y, de Yoani Sánchez.
Já havia lido sobre as dificuldades dela em conseguir postar desde Lanhouses e dos problemas com a censura, mas por algum motivo só fui entrar no blog nesse feriado.
O que mais me impressionou foi a quantidade de comentários por post, é tudo de 2.000 para cima (vi um com mais de 6.000).
No penúltimo post, Un poco de orden...aunque sin censura
ela começou a moderar, para evitar as ofensas, e está com "só" 831 comentários. Emociona ver isso, e constatar a força da blogosfera.

Picanha


Precisa explicar porque eu gostei? Não tenho nenhuma teoria sobre o novo consumidor, a nova mídia, o novo criativo, a nova agência, o novo cliente, enfim, sobre a velha discussão de sempre. Gostei porque me fez rir. É da nbs e eu gosto do trabalho deles.

vogue na tv

U_MAG MAY 08

U_magazine de maio está no ar, trazendo la vie en rose de romeuuu.

Wednesday, May 21, 2008

Salve_











A nova agência Salve, do ex-agente James, já está com site.
Vai lá conferir que está muito legal.

Tuesday, May 20, 2008

Revista da criação



Saiu na Revista da Criação desse mês.

CCSP



















Levamos prata no CCSP.

Flying Penis and Kasparov.





After the security guard swatted it to the ground, Kasparov says, "I think we have to be thankful for the opposition's demonstration of the level of discourse we need to anticipate. Also, apparently most of their arguments are located beneath the belt." Someone in the audience shouts, "Finally the political power shows its face!" Kasparov quickly replies, "Well, if that's its face..." to laughter from the audience.

Monday, May 19, 2008

fodasso



Acabou de ganhar ouro no Clio e tambem no D&AD. Pela DDB de amsterdam.

O mainstream




Ele produz coisas excelentes, sem dúvida, mas cobra seu dízimo. O cálculo é simples: o mainstream exige que se agrade a todos. E quem agrada a todos é a média. Há os que descem ao inferno tendo que produzir mediocridade. Há os que abaixam a cabeça e contam a grana.

A Miramax surgiu da vontade de dois irmãos gordos e anônimos, vindos do Queens, de serem alguém no mundo. O primeiro passo foi comprar um teatro pulguento onde eles agendavam bandas de rock. Nos dias em que não havia show, eles exibiam filmes. Harvey costuma dizer que sua vida mudou quando ele assistiu à The 400 Blows, de François Truffaut. O filme trata de um tema relevante e atemporal: revolta juvenil. E quer combustível melhor para inspirar alguém a enfrentar o mainstream?

Depois de alguns anos distribuindo filmes semi-desconhecidos, os irmãos Weinstein resolveram que era hora do próximo passo. Que acabou sendo em falso. Decididos a virar os novos Scorcese, eles escreveram e filmaram um dos piores filmes já feitos, Playing for Keeps. É a história de uns adolescentes que herdam um casarão numa cidade pequena e a transformam num Rock’n’Roll Hotel!?! Durante as filmagens, ele brigaram entre eles, com os atores, com a equipe e até com a mãe Miriam no dia em que ela foi visitar o set (o pai se chama Max).

Após assimilarem o fracasso de Playing for Keeps, os irmãos Weinstein decidiram que dirigir não era para eles. Espertamente, calcularam que diretor entra e sai de moda. Mas quem manda mesmo na bagaça são o produtor e o distribuidor. “Peraí, mas e se nós dois fossemos os dois?”

Quase na mesma época em que os Weinstein compraram seu pulguento teatro, um famoso ator de Hollywood decidiu ocupar seu tempo entre dar uns malhos na Sonia Braga e transformar seu resort deficitário, localizado nas montanhas de Utah, num festival de cinema independente. Para batizá-lo, Robert Redford escolheu o nome do personagem de um dos seus mais famosos filmes.

Durante dez anos, tanto o Sundance Institute quando a Miramax tiveram pequenos exitos, alguns avanços, mas muitos tropeços. Nesses dez anos, quase a totalidade das pessoas que ajudaram a fundar Sundance e Miramax saíram em busca de “novos desafios”. Na maior parte das vezes, por causa do eterno dilema: crescer significa “se vender”? Fazer sucesso é abrir mãos dos ideais?

Pois, nesse momento, quando muitos duvidavam do futuro das duas marcas, surge um filme que iria iniciar a tomada de Hollywood pelo Indie.

Sex, Lies and Videotape, escrito e dirigido por Steven Soderbergh, iniciou a mudança do negócio do cinema americano e, por consequência, mundial. Com orçamento modesto e roteiro ousadamente recheado de longos monólogos, é considerado o primeiro filme da X Generation.

Foi indicado ao Grand Prix de Sundance, mas acabou levando “apenas” o Prêmio da Audiência. Foi o suficiente para fazer com que fosse disputado a tapa por todos os distribuidores americanos.

No entanto, quem venceu foi a Miramax, um verdadeiro azarão. Um dos trunfos de Harvey foi levar a campanha de divulgação do filme já criada. Ninguém fazia isso.

O filme de Soderbergh também ganhou o Grand Prix de Cannes e foi indicado a dois Oscars.

Hollywood percebeu que talvez fosse possível fazer filmes com baixo orçamento e muito lucrativos (U$ 24 milhões nos EUA e U$ 30 milhões worldwide) que não destruam Nova York, sejam sobre super-heróis ou contem histórias de amor com Meg Ryan e Tom Hanks.

Agora, se Soderbergh é importante na história de Sundance e Miramax, foi um atendente de videolocadora que fez o universo indie conquistar definitivamente Lalaland.

Reservoir Dogs foi escrito por Tarantino nos laboratórios de Sundance. O que não o livrou de, depois de pronto, quase ser barrado no mesmo Sundance. Muita violência, exaltavam-se alguns membros do comitê do festival. Já o público dizia que o filme levaria o Grand Prix. Não levou. Mas Harvey gostou do que viu e comprou Reservoir Dogs, que arrecadou pouco nos EUA, mas virou cult na Europa.

Bem, encurtando a história, depois disso veio Pulp Fiction and the rest is history.

Agora, o mais interessante é que, enquanto cresciam às custas de Soderbergh e Tarantino, Sundance e Miramax fizeram concessões ao “sistema”.

A Miramax foi comprada pelo estúdio mais careta e establishment do mundo, a Disney. Sundance abriu uma cadeia de cinemas.

E o que os dois ícones do indie fizeram com a grana do mainstream?

Mudaram o mainstream.

My Little Dead Dick R.I.P.

Chega ao fim (ou não) o duo sino-americano de fotógrafos MLDD.

O recado foi deixado ontem no flickr do casal pela Madi Ju, numa mensagem bastante desconfortável a respeito do seu - agora - ex-namorado Patrick Tsai.

A produção da dupla deve ficar disponível pelas vielas da internet ainda por muito tempo, entretanto.
Em meio a saturação da qual estamos prestes a ser vítimas nos próximos meses; dragões dançantes, roupas malucas de cetim e mulheres de unhas descomunais dançando ao som de instrumentos dos quais os nomes não sabemos sequer pronunciar, é bom ver, pra variar, um pouco do que a cultura independente chinesa (essa, mesmo com a internet, ainda tão distante) tem de fato produzido.

Sunday, May 18, 2008

Teste subliminar.


É divertido. Vale tentar.

2000e8














Desde de que nós começamos a AG_407, flertamos abertamente com o design, música, cinema, moda, e todas as formas de arte. A razão para isso não é meramente o interesse pessoal que nós nutrimos por esses temas, mas sobretudo a crença de que essas disciplinas artísticas nutrem e oxigenam o nosso negócio de comunicação. Há três anos atrás quando abrimos a agência, buscamos deliberadamente designers para serem diretores de arte, chamamos jornalistas de moda para escreverem títulos e ilustradores para fazerem filmes, mesmo que a princípio eles não entendessem exatamente o porque.
E essa mistura gerou coisas muito interessantes, das quais nos orgulhamos bastante. A agência toda é uma instalação artística da Choque Cultural, e recentemente lançamos The Indie Group, um consórcio de empresas independentes atuantes em design, moda e música (Casa de Criadores, Zupi, Imageneer e Nublu) para a criação de projetos proprietários. That's how much we like art.
E nesse sentido, acabo de conhecer o sensacional pessoal do coletivo artístico 2000e8. Eles estiveram na agência semana passada, e já estamos fervendo de emoção com as perspectivas. Uma coisa que me deixa muito entusiasmado é a juvenude dos artistas (acho que nehum tem mais que 25 anos), e a outra é que, na era da hipervalorização da cultura pop (que nós amamos, by the way), onde muita tranqueira é aceita simplesmente por pendurar o tag de pop, o 2000e8, faz pintura, e da boa. E eu gosto da novidade disso e de sua irônia, sem falar da dimensão romântica. Fiquem atentos, que esses caras vão bombar.

Saturday, May 17, 2008

CCSP

A AG está com três trabalhos no shortlist do CCSP.
Parabéns criação, not bad.

Wednesday, May 14, 2008

work work work 4 (ultimo)

work work work 3




work work work 2



Fonte criada especialmente para o projeto:

work work work



Tuesday, May 13, 2008

#EBP 2008


Vem aí 3º encontro de blogueiros publicitários, uma iniciativa muito bacana de um grupo estudantes de comunicação e jovens publicitários, todos muito ativos e engajados na blogosfera.
Vale a pena apoiar e prestigiar, já que muitos deles daqui a pouco vão ser os caras.

Ska Ska Ska



Absurdamente bom o novo clipo do Gnarls barkley, nao sou dos maiores fãs deles, mas a produção desse clipe é foda, foi inteiro filmado na jamaica mas na verdade tem cara africana.

Todo mundo já sabe da volta do ska pro mainstream, ouve-se em todos os cantos, seja em covers da Amy Winehouse, ou nas nas novas produções da Santogold. O movimento ficou escondido durante quase 2 decadas desde que a cena Ska-core ajudou a destruir um pouco a imagem mais roots e tribal que apareceu lá nos anos 60 na jamaica, e que foi levada depois pelos imigrante spra inglaterra, onde ressurgiu nos anos 70 em grupos como Madness e The Specials.

O diretor Wendy Morgan conseguiu jogar uma produção impecavel, onde mistura elementos do inicio do ska na inglaterra, por volta de 69, onde os adeptos da cena mod começaram a ouvir soul, ska e rocksteady e jogar elementos da cultura jamaicana na propria cultura inglesa....

A produção me lembra muito um ensaio do fotografo Clayton James Cubitt, onde ele foi fazer um estudo sobre a cena Skinhead africana em Lagos(africa), no final dos anos 70. Se liga nas fotos:







Se quiser ver mais fotos, tem aqui: Clica

Monday, May 12, 2008

Entendendo o design japonês

Pôster americano de Army of Darkness:


Pôster japonês de Army of Darkness:


Pegou?

Sunday, May 11, 2008

Happy Monday













Esse blog se chama in vitro. Foi criado para o pessoal da ag407 colocar suas referências criativas, os achados legais, as besteiras, os trabalhos dos seus ídolos. Era para ser fechado, só para ser acessado por clientes e colaboradores. Mas foi ficando assim, aberto, e, um dia, não fez mais sentido fechá-lo.
Para nossa surpresa, a comunidade publicitária é uma das nossas maiores leitoras. Porque surpresa se afinal somos uma agência de comunicação? É que o nosso trabalho tem uma forte influência do design, a gente acredita que a forma é mais impactante do que o conteúdo. Bom, na verdade, Aristóteles achava isso, e nós só estamos copiando. Aliás, buscamos inspiração em muita coisa, mas damos o crédito: Kessels Kramer, early DPZ, Heimat, Mother, Madre, FFFFound, e tudo o que for indie.
Nosso trabalho na criação de conteúdo e web também tem muito de design: Rayban, Arnette Motorola, IG, são só alguns exemplos.
Não podemos afirmar 100% que, na nossa história, não vamos criar coisas pavorosas como chamar artista de seriado americano para vender automóvel, em um filme cafona e velho.
Mas podemos afirmar, sim, que vamos continuar tentando o diferente. Os nossos erros vão ser cometidos buscando o novo, indo atrás do que ainda não foi feito por aqui. Nesse caminho, é muito provável que a gente encontre ouro. Ou no mínimo prata.
E pensando nisso, foi que eu encontrei o incrível trabalho desse grupo Central Station, que fez as capas do happy monday, com a exata mensagem que eu tinha na cabeça: fuck off!

Friday, May 09, 2008

MySpace Fashion

O Fashionspace.com foi criado por Holly Bellm, uma estudante londrina de moda de 23 anos, em outubro do ano passado, e está rapidamente se tornando a versão fashion daquilo que o MySpace representa para os músicos amadores, com 20 mil membros, de 120 países, freqüentando o site a cada dia.

Wednesday, May 07, 2008

Sei lá quanto, ponto zero.



Acontece nesse sábado o Pangea Day. Um evento global que pretende unir o mundo através do filme. A idéia foi concebida pelo cineasta e vencedor do prêmio TED, Jehane Noujaim.
O conceito é que as pessoas consigam ver a si mesmas, através da força do cinema.
Vai ser um evento ao vivo desde 6 locações (Cairo, Kigali, London, Los Angeles, Mumbai e Rio de Janeiro), que durará 4 horas ,com 24 filmes curtas, música ao vivo e palestras que serão retransmitidas em 7 línguas para milhões de pessoas, via internet, TV e celulares.
Pangea Day será um grande "campfire" onde tudo gira em torno de sentimentos comuns à todos nós. Parte da princípio de que não importa em que canto do mundo nós vivamos, todos queremos ser amados e buscamos a compreensão.
"The world has always had a love affair with cinema and Pangea Day uses cinema as its main source of paradigm-shifting power." diz co-apresentador Jason Silva.

mama mia


A semana passada encontrei esse filme da F/Nazca no site do clube de criação, e achei ótimo. Ontem, mostrei para os meus filhos, um moleque de 12 anos e uma menina de 8, e os caras morreram de rir. Parabéns, F/Nazca.

'Things I Have Learned In My Life So Far' by Stefan Sagmeister



1. Helping other people helps me.

2. Having guts always works out for me.

3. Thinking that life will be better in the future is stupid. I have to live now.

4. Organising a charity group is surprisingly easy.

5. Being not truthful always works against me.

6. Everything I do always comes back to me.

7. Assuming is stifling.

8. Drugs feel great in the beginning and become a drag later on.

9. Over time I get used to everything and start taking for granted.

10. Money does not make me happy.

11. My dreams have no meaning.

12. Keeping a diary supports personal development.

13. Trying to look good limits my life.

14. Material luxuries are best enjoyed in small doses.

15. Worrying solves nothing.

16. Complaining is silly. Either act or forget.

17. Everybody thinks they are right.

18. If I want to explore a new direction professionally, it is helpful to try it out for myself first.

19. Low expectations are a good strategy.

20. Everybody who is honest is interesting.

Musicovery

No Musicovery você pode escolher o tipo de música que quer ouvir de acordo com o mood: calm, energetic, dark, positive. Daí, eles criam uma espécie de network de acordo com os estilos musicais. No player, você ainda checa o ano em que foi lançada a música e mais uma série de outros features. Difícil de explicar, mais fácil espiar lá...

Tuesday, May 06, 2008

DVNO


Mais um vídeo espetacular do Justice desta vez para a canção DVNO. O clipe é inteiramente construído com frases da letra da música, mostradas sequencialmente através de logotipias animadas no estilo das aberturas de programas de televisão dos anos 80.

Estão envolvidos na direção e pós produção do filme o pessoal da Machine Molle, uma agência francesa de design (título que diminui bastante o espectro de ação deles, eu sei) que tem feito um trabalho excelente no mundo da música (É deles o video de Shoot The Runner do Kasabian por ex.) e, pelo site dos caras, dá pra ver outros de seus trabalhos locais - nesta e em outras áreas - também fantásticos.

Malditos franceses.

Sunday, May 04, 2008

Furry Kamu Sutra



Genial essa exposição q ta rolando em Portland. Do artista Michael Cogliantry.

Friday, May 02, 2008

Justice came out and played.



Justice fez um clipe que me deixou de boca aberta... Foda. Não só pela direção absurda mas também pela mensagem... A grande maioria dos desavisados vai achar que é facista, nazista, ou qualquer outro adjetivo... Mas o foda é a verdade, nao glamurizada, que ele conseguiu mostrar no video..

Ouvi dizer que estavam refilmando The Warriors, só nao sabia que viria em forma de video clipe.

CLIQUE AQUI E VEJA O CLIPE
.